Skip to main content

Acabamos de voltar da nossa viagem de barco pela Amazônia Paraense, e quando estava lá, me perguntei porque demorei tanto pra conhecer esta jóia do nosso país. Só quem vive essa experiência pode entender as sensações, o entusiasmo e a emoção de navegar pela maior bacia hidrográfica e de respirar o ar da maior floresta tropical do mundo.

Vamos falar um pouco sobre a Amazônia?

Quando se fala em Amazônia, a maioria das pessoas associa o termo ao Amazonas. Mas a Amazônia abrange 7 milhões de km2, dos quais 5,5 milhões são cobertos pela floresta tropical.

A maioria das florestas está contida dentro do Brasil, com 60%, seguida pelo Peru com 13% e com partes menores na Colômbia, Venezuela, Equador, Bolívia, Guiana, Suriname e Guiana Francesa. São nove nações no total.

Dentro do Brasil, abrange os seguintes Estados: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Maranhão e Tocantins.

Nossa viagem de barco pela Amazônia Paraense

Nós optamos por fazer a viagem de barco pela Amazônia Paraense, e o roteiro foi o seguinte:

  • 2 noites em Alter do Chão
  • 3 noites no barco

Ao pensar em praias no Brasil, é raro Alter de Chão ser o primeiro nome que vem a cabeça. Mas este vilarejo ganhou ainda mais fama depois de ter sido eleito pelo Jornal The Guardian como um dos mais belos destinos de praia no Brasil.

Para começar, estamos falando aqui de praia de água doce: a areia branquinha é banhada pelos rios Tapajós e Arapiuns. Sem contar que ao redor está a floresta amazônica, com suas árvores milenares e vegetação maravilhosa. Uma paisagem espetacular!

Como chegar em Alter do Chão

Saindo de São Paulo, pegamos um voo com conexão em Brasília, e de lá para Santarém. O voo saiu as 07:20 da manhã de Congonhas (CGH) e chegamos no aeroporto de Santarém (STM) as 12:40.

Uma van já nos aguardava no aeroporto e fomos direto para Alter, aproximadamente 40 min de viagem (34 km). O vilarejo é pequeno, com a Igreja na praça principal, lojinhas e restaurantes espalhados pela orla e vista para a Ilha do Amor, que muda de paisagem de acordo com a estação do ano e quantidade de chuva.

Falando nisso, qual a melhor época para ir para Alter do Chão?

Vai depender do que você está procurando. Aqui a temporada seca vai de agosto a dezembro, o chamado verão amazônico, ideal para quem busca as praias de rio. Já a temporada de chuvas compreende os meses de janeiro a julho, quando os rios ficam mais cheios e é mais provável ver vida animal.

O ideal é fazer como nós: ficar uma ou duas noites no vilarejo de Alter e depois algumas noites navegando pelos rios Tapajós e Arapiuns.

A sensação de acordar no meio de todo esse verde e dessa imensidão de água doce é indescritível. Escutar o cantar dos pássaros, sentir aquela brisa que bate no barco e se jogar no rio logo cedo acalma a alma.

O que fazer em Alter do Chão

As grandes atrações aqui são:

  • as praias de água doce
  • a Serra da Piroca (maior morro da região)
  • a Floresta Nacional do Tapajós (onde fica a Flona Jamaraquá, uma trilha de aprox. 9km com árvores milenares)
  • a Ilha do Amor (a praia mais popular de Alter)
  • o Lago Verde
  • as comunidades ribeirinhas
  • o canal do Jari
  • os passeios de barco/voadeira pelos canais, igapós e igarapés.

O que não pode faltar na mala

Ao contrário do que muitos pensam, não tem muito mosquito e pernilongo quando estamos navegando. Mas claro, um repelente é sempre bem vindo! Segue abaixo nossa listinha com o que levar na mala para a viagem de barco pela Amazônia:

  • maiô, biquini, sunga
  • roupa de esporte (calça, short, top e camiseta de manga curta e comprida)
  • tênis para a trilha
  • vestidos leves
  • óculos de sol
  • boné e chapéu
  • protetor solar
  • mochila
  • garrafa térmica
  • repelente
  • o celular no modo avião!
Ori Maggi

Sobre Ori Maggi

Formada em Relações Públicas e Comunicação de Empresa pela IULM, em Milão e DJ nas horas vagas. Apaixonada por viagem, corrida, música, gastronomia e vinhos. Acredita que o maior aprendizado é a vivência e a experiência, por isso gosta de se aventurar pelo mundo e ajudar clientes e amigos a curtir ao máximo suas viagens.